NOTÍCIAS Voltar >

Consultório odontológico: estrutura renovada para melhor atender a população

Publicado em 13/04/2021, Por Assessoria de Comunicação

Recentemente, a Secretaria Municipal de Saúde de Erebango inaugurou um consultório odontológico. Desde então, os munícipes podem usufruir de uma estrutura renovada e com ainda mais qualidade.

O dentista, Eduardo Rissato Amarante, que completa no mês de julho, 20 anos de prestação de serviços ao município, destaca que essa era uma reinvindicação antiga do setor e que agora o consultório está mais espaçoso e arejado para melhor organização e ergonomia dos profissionais e, consequentemente, um melhor atendimento à população. “Contamos, também, com um novo aparelho de Raio X, o qual veio para alavancar serviços, trazendo novo recurso de diagnóstico que pode contribuir no tratamento, facilitando a vida dos pacientes que diversas vezes tinham de providenciar essas radiografias fora da unidade”, comenta.

Esse aparelho está apto para a realização de radiografias Periapicais, Oclusais e Bite Wing, tanto para adultos como para crianças.

Serviços à população

Conforme o dentista, entre as práticas e serviços prestados à população na área de Odontologia, estão as ações relacionadas à prevenção e tratamento dos principais problemas bucais, como cáries e doenças periodontais, emergências em geral e controle da dor dos pacientes; Atuação constante na vigilância e prevenção do câncer de boca e outras patologias sistêmicas ou locais com manifestação na cavidade bucal. “Nosso município já foi até premiado com um troféu, pela Coordenadoria Regional de Saúde. O reconhecimento refere-se aos resultados em campanhas de prevenção e cuidado da saúde bucal”, assinalou.

Promover a saúde

Eduardo enfatiza que a prevenção é fundamental para promover a saúde da população.

“Como descrito em seu conceito primário, ‘prevenir’ diz respeito as ações individuais e profissionais voltadas a impedir a ocorrência das doenças, antes mesmo que elas se desenvolvam no organismo. Refere-se ao período pré patogênico e contempla as práticas dos dentistas sobre os agentes patogênicos e seus vetores. Dessa forma, é possível ampliar a qualidade de vida dos pacientes”, ressalta.

Nesse sentido, hábitos como a correta higienização bucal, com escovação e uso do fio dental, bem como os bochechos com flúor e agentes antimicrobianos, são de grande utilidade na promoção da saúde gengival e dental dos pacientes.  “Ações profissionais de instrução de higiene oral, profilaxias, aplicações tópicas de flúor para a remineralização do esmalte dental e demais atuações preventivas, impedem a evolução e agravamento da doença cárie e da gengiva. Por isso é essencial o atendimento precoce e contínuo, e não apenas quando o paciente apresenta algum sintoma doloroso, onde, na maioria das vezes, a doença já está instalada e muitas vezes em estágio avançado”, alerta. 

Pandemia e reestruturação dos atendimentos

Em meio a esse momento atípico que a sociedade vivencia, com a pandemia causada pelo coronavírus, os atendimentos foram pautados em restringir os atendimentos às urgências e emergências, com o objetivo de adequar a atividade laboral às normas de prevenção do contágio - com rigor à determinação do Ministério da Saúde que rege os atendimentos odontológicos no âmbito do Sistema Único de Saúde. Do mesmo modo, também são levadas em consideração as futuras orientações do Ministério e da Secretaria Estadual de Saúde. “Tivemos uma preocupação expressiva com a adoção de medidas preventivas e de enfrentamento à pandemia, visto que, em razão das técnicas, instrumentos e proximidade com o paciente durante o atendimento, isso poderia ser um instrumento propagador de contágio. Com a adoção de tais medidas, ajudamos a diminuir a cadeia de contágio, a qual poderia afetar diretamente a vida das pessoas”, declara o dentista, reforçando que há um esforço conjunto dos profissionais e equipe técnica, para contribuir no cuidado, qualidade de vida e bem-estar da comunidade.

 

 

 

 





Imprimir Notícia - Compartilhar no Facebook