NOTÍCIAS Voltar >

Em um mês, 3.882 atendimentos são registrados na UBS, em diferentes especialidades

Publicado em 06/08/2021, Por Assessoria de Comunicação/ Izabel Seehaber

Desde o dia 14 de junho, a população de Erebango dispõe de um horário ampliado na Unidade Básica de Saúde (UBS). Ao todo, são 12 horas por dia de serviços prestados com médicos, dentistas, equipe de Enfermagem, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Psicologia e Farmácia, inclusive durante o meio dia.

A iniciativa teve o objetivo de propiciar mais tempo de atendimento, especialmente às pessoas que trabalham e, ao mesmo tempo, diminuir as idas ao Pronto Socorro de Getúlio Vargas, sendo que o Hospital São Roque possui uma demanda expressiva em âmbito regional, principalmente em razão da pandemia.

Ao avaliar a primeira fase, considerando 30 dias do novo formato, a secretária de Saúde, Claura Araldi, acredita que a equipe conseguiu atender a todas as demandas. “Isso nos deixa satisfeitos tendo em vista o ideal de prestar o melhor serviço possível à comunidade”, afirma.

Números do relatório

Conforme o relatório, em um mês foram 1.077 consultas, o que representa uma média de 54 por dia.

Já a equipe de Enfermagem, que faz a triagem, contabilizou 3.882 atendimentos, uma média de 194 pacientes por dia.

Na área de Odontologia, com 40 horas semanais, foram 163 atendimentos no mês.

Como na UBS também são realizados procedimentos de baixa complexidade, nos primeiros 30 dias foram 19.

A Unidade oferece 40 horas com profissionais de Psicologia, área em que foram registrados 148 atendimentos.

Suporte do Pronto Socorro

Em relação aos encaminhamentos à casa de saúde de Getúlio Vargas, foram 156 pacientes conduzidos ao plantão. “Pedimos uma atenção especial de todos, para que, priorizem o posto de saúde local e somente em caso de maior necessidade, se dirijam ao município vizinho, pois, ainda estamos em pandemia e é importante evitar a exposição, diante do risco de contaminação pelo Coronavírus”, destaca a secretária, citando que houve uma leve redução no comparativo com o mês anterior, momento em que, 180 munícipes foram levados ao Pronto Socorro.

Organização da estrutura

A UBS atende com cinco médicos, compreendendo 60 horas semanais: uma ginecologista que atende toda segunda-feira de manhã, quinta-feira de tarde e sexta-feira de tarde; uma reumatologista que atende nas quartas-feiras; um cirurgião-geral que atende nas terças e quintas-feiras e outros dois clínicos gerais que atendem 40 horas e 24 horas, cada um.

A fonoaudióloga atende 10 horas por semana, sendo que houve aumento da demanda em razão das sequelas causadas pela covid-19. Como no ano passado as atividades precisaram ser reduzidas, pelo aumento de casos ativos e seguimento dos protocolos de prevenção, agora, várias pessoas, principalmente crianças, necessitam de um acompanhamento.

Farmácia

O setor de Farmácia atua 12 horas por dia para facilitar a retirada dos medicamentos. Claura solicita, ainda, para que, as pessoas que tenham remédios em casa, possam devolver o que não utilizam, caixas abertas ou fechadas, mesmo que estejam vencidos, no intuito de fazer o descarte ideal.

Fisioterapia

No caso da Fisioterapia, a carga horária compreende 120 atendimentos por mês, contudo, a demanda é bem expressiva. “No momento, pedimos desculpas pois não estamos conseguindo atender a todas as demandas e priorizamos os acamados, idosos, pacientes pós covid e crianças. Estamos agora, na tentativa de conseguir uma nova parceria para contemplar a todos que precisam desse suporte de fisioterapia”, explica a secretária.

Pandemia: cuidados devem prosseguir

Em relação às ações relacionadas a prevenção e combate a covid, Claura enfatiza que o município poderia estar ainda melhor, se o quantitativo de doses de vacinas recebidas fosse maior do que as remessas atuais. “Ao mesmo tempo, zeramos o número de casos ativos e isso é muito positivo. Estimamos que, se houver mais imunizantes, conseguiremos vacinar toda a população acima de 18 anos, até o fim do mês”.

Diante disso, enquanto aguardamos, é fundamental que sejam mantidos todos os cuidados e orientações, como uso de máscara, álcool gel e distanciamento social. “Ainda não é hora de aglomerar”, reforça, citando que é essencial a aplicação da segunda dose. “Que a população observe as datas previstas para o retorno à UBS para receber a D2. Ela que amplia a proteção contra a covid”, salienta a secretária de Saúde.





Imprimir Notícia - Compartilhar no Facebook