NOTÍCIAS Voltar >

Estudantes de Erebango são reconhecidos em projeto de valorização à escrita

Publicado em 11/11/2021, Por Assessoria de Comunicação - Izabel Seehaber

Um incentivo ao desenvolvimento da escrita. Esse foi o principal objetivo da ‘Olimpíada Literária’, projeto realizado pelo Sicredi por meio do Programa A União Faz A Vida.

Com o tema: Educação financeira no contexto atual, a proposta é que alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, produzissem um texto específico, sendo que cada turma recebeu a indicação de um gênero. O lançamento ocorreu no fim de agosto e as atividades prosseguiram durante o mês de setembro.

Estudantes da Escola 11 de Abril, em Erebango, participaram do trabalho, acompanhados das professoras de português, Suzana Cleusa dos Santos e Nilsa Aimi, além de outros educadores e direção.

Cada aluno ganhou uma caneta, um lápis e uma borracha, concedidos pela cooperativa de crédito, idealizadora da ação. Em torno de 70 textos foram encaminhados ao Sicredi que realizou a correção.

Após, foi divulgada a premiação, sendo que foi escolhido um texto por turma. Os vencedores, a nível local, foram contemplados com uma poupança de R$ 100, mais um troféu, que igualmente foi recebido pela instituição de ensino.

Na avaliação da professora Maiara Dall Agnol, que é responsável por acompanhar as práticas do Programa A União Faz A Vida na escola, a Olimpíada foi muito interessante. “O propósito é contribuir para que eles possam ter produções cada vez mais qualificadas e com menos erros. Percebemos que muitas vezes há uma dificuldade na escrita e isso não é somente na nossa escola, acredito que um dos fatores é o uso frequente de tecnologias”, comenta a educadora ao enaltecer a importância de projetos como esse.

Ao apresentar a iniciativa, o Sicredi reforça que, uma das mais destacadas competências exigidas no mundo do trabalho, é o desempenho eficiente de quem escreve e fala. “Constata-se ainda a necessidade de que se estimule e motive os alunos, principalmente do ensino fundamental de nossas escolas para que exercitem de forma organizada a produção textual. Trata-se de um desafio que merece a contribuição da escola, das famílias e da comunidade de aprendizagem”.

Alunos premiados no município:

6º ano - Categoria conto: Lauren Glovacki Jaguszeski

7º ano – Categoria narrativa: Beatriz Hoffmann Torres

8º ano – Categoria dissertação: Madrieli dos Santos Nazário

9º ano – Categoria crônica: Lauren Salete Fernandes – também contemplada na fase regional com uma poupança de R$ 200.





Imprimir Notícia - Compartilhar no Facebook